Comunicação

Notícias

As obras do corredor BRT TransBrasil, no Rio de Janeiro, foram retomadas no começo de abril pelo Consórcio TransBrasil, liderado pela Odebrecht Engenharia & Construção - Infraestrutura.

O corredor de 23 quilômetros, dos quais 11,5 já foram construídos, irá ligar o bairro do Caju, próximo da região central do Rio de Janeiro, ao bairro de Deodoro, na Zona Oeste, e deve transportar 850 mil pessoas por dia. Com prazo de entrega previsto para junho de 2018, as obras irão empregar diretamente 2 mil trabalhadores e gerar outras 4 mil oportunidades de trabalho indiretas. 

Sobre a obra 

Nos 23km do corredor, o Consórcio TransBrasil irá construir 16 estações de passageiros e cinco novos viadutos. Outros seis viadutos e quatro pontes serão alargados. O acesso às estações em grande parte do corredor será por meio de passarelas, sobre a Avenida Brasil.

Em seu traçado, estão previstas obras de drenagem, iluminação, melhorias na pavimentação e na urbanização das vias, alargamento de um trecho da Avenida Brasil e ordenamento viário do entorno.

O projeto total prevê uma futura licitação para construção de três terminais que interliguem o BRT TransBrasil aos trens da SuperVia, administrados pela Odebrecht TransPort, e a linhas de ônibus que chegam da Via Dutra (Margaridas) e da Baixada Fluminense (Missões). O BRT TransBrasil será conectado a outras duas linhas de BRTs já existentes: a Transcarioca e a Transolímpica – esta, também construída por consórcio que teve a participação da Odebrecht.