Sustentabilidade

Outras Iniciativas

Fundação Odebrecht

Uma das mais antigas fundações empresariais do mundo, a Fundação Odebrecht é uma instituição privada de utilidade pública sem fins lucrativos, criada por Norberto Odebrecht em 1965 e instituída pela Organização Odebrecht. Tem como missão “Educar para vida, pelo trabalho, para valores e superação de limites”. Como base de suas ações, tem a prioridade nas Pessoas, com a valorização do Ser Humano e a crença em sua capacidade e desejo de Evoluir. A essência está baseada nos princípios, conceitos e critérios da Tecnologia Empresarial Odebrecht (TEO).

Desde 2003, a Fundação Odebrecht coordena o PDCIS - Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade. A atuação está concentrada em 11 municípios com baixo Índice de Desenvolvimento Humano, onde vivem 285 mil pessoas. O PDCIS tem o desafio de tornar a região próspera, de forma socioeconômica e ambientalmente sustentável, fixando os jovens na zona rural, integrados a suas famílias. A iniciativa constrói seus resultados por meio da Governança Participativa, ou seja, envolvendo a comunidade, o Poder Público (Governos Federal, Estadual e Municipal), iniciativa privada e sociedade civil.

Para promover o desenvolvimento produtivo da família no meio rural, a estratégia do PDCIS é fomentar simultaneamente quatro capitais:

  • Capital Humano, educação do campo de qualidade;
  • Capital Social, construção de uma sociedade mais justa e igualitária;
  • Capital Ambiental, conservação dos recursos naturais;
  • Capital Produtivo, geração de trabalho e renda.

A Fundação Odebrecht coordena ainda outras duas iniciativas: os Programas Editorial e Tributo ao Futuro. A Tecnologia Empresarial Odebrecht é a base da cultura empresarial que fundamenta os valores éticos, morais, conceituais e o espírito de servir do maior patrimônio intangível da Organização Odebrecht: seus Integrantes. Essas publicações integram parte do acervo do Programa Editorial, que concentra a responsabilidade por todo o processo editorial, incluindo a edição, tradução, comercialização e distribuição. Os direitos autorais e a receita obtida são destinados às ações fomentadas pela instituição.

Já o Programa Tributo ao Futuro incentiva e ajuda a viabilizar o aporte de cidadãos e empresas parceiras da Organização Odebrecht interessadas em contribuir com ações sociais e educacionais para crianças e adolescentes, por meio de doação ou da destinação do importo de renda. Em ambos os casos, os recursos são destinados diretamente a Fundos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente (FMDCA) geridos pelos respectivos Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA).

A Fundação Odebrecht disponibiliza aos Programas que coordena e às instituições sociais envolvidas sua filosofia de trabalho, a TEO, e os apoia tecnologicamente e financeiramente.

Prêmios e Reconhecimentos

Em 2008, a Fundação Odebrecht conquistou o 2˚ Prêmio ODM Brasil, concedido a projetos que colaboram com resultados efetivos para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. A instituição foi a única fundação empresarial a ter o reconhecimento por contemplar em seu trabalho as oito metas da ONU em uma mesma iniciativa.

Dois anos depois, as Nações Unidas condecoraram o Programa PDCIS, da Fundação Odebrecht, com o Prêmio ao Serviço Público. A iniciativa reconhece instituições que contribuíram para melhorar a eficiência da atuação de órgãos governamentais. O PDCIS foi a única ação contemplada na América Latina e no Caribe e venceu na categoria “Melhorando a participação cidadã nos processos de decisões públicas através de mecanismos inovadores”.

Outro reconhecimento veio em 2014, quando a Fundação Odebrecht recebeu o troféu NÔUS da equatoriana Fundação Fidal. A entidade premia a inovação de professores, personalidades e organizações mundiais que se destacam por sua contribuição social e educacional nos países onde estão inseridos.

Em 2015, ano em que completou 50 anos, a Fundação Odebrecht comemorou dois importantes reconhecimentos: a Certificação Internacional Rainforest para Agricultura Familiar, recebida por 17 pequenos produtores apoiados pela Fundação Odebrecht. Foi a primeira vez que um grupo de agricultores familiares recebe, no Brasil, o Selo Rainforest Alliance Certified. Além disso, as Casas Familiares que fazem parte do Programa PDCIS, da Fundação Odebrecht, foram certificadas pela UNESCO, tornando-se as únicas Escolas Rurais no Brasil a integrar o Programa de Escolas Associadas.