Sustentabilidade

Outras Iniciativas

Prêmio Odebrecht de Pesquisa Histórica

O Prêmio Odebrecht de Pesquisa Histórica - Clarival do Prado Valladares incentiva o resgate da memória do Brasil e de outros países onde a Organização atua, abrindo oportunidades de patrocínio para projetos que contribuam significativamente para um maior entendimento da formação econômica, sociopolítica ou artística.

Instituído em 2003, a iniciativa já viabilizou a geração e o registro de conhecimentos originais sobre o período pré-colombiano do território brasileiro, o comércio do açúcar nos primeiros anos de efetiva colonização, a participação de ordens religiosas na formação nacional, a engenharia e a urbanização de nossas cidades nos séculos XIX e XX, entre outros.

O resultado é uma coleção de livros de arte, editados com apuro e ricamente ilustrados. As obras são distribuídas gratuitamente a universidades e instituições culturais e postas à venda nas livrarias.

Saiba mais sobre o Prêmio Odebrecht de Pesquisa Histórica: acesse o site!

Publicações premiadas

Das dez obras produzidas no âmbito do Prêmio Odebrecht de Pesquisa Histórica, quatro foram contempladas com o Prêmio Jabuti – o mais importante e tradicional do mercado editorial brasileiro, organizado pela Câmara Brasileira do Livro.

Em 2009, a publicação A História do Brazil de Frei Vicente do Salvador, da professora Maria Leda Oliveira, foi contemplada com o segundo lugar na categoria Projeto Gráfico. No ano seguinte, o primeiro lugar da mesma categoria ficou com a obra de Maria Helena Ochi Flexor e Frei Hugo Fragoso, Igreja e convento de São Francisco da Bahia.

No ano de 2011, o livro Theodoro Sampaio – nos sertões e nas cidades, de Ademir Pereira dos Santos, obteve o primeiro lugar também na categoria Projeto Gráfico, e alcançou a terceira colocação na categoria Arquitetura e Urbanismo. Em 2013, o Prêmio Jabuti foi destinado ao livro O Comércio do Açúcar – Brasil, Portugal e Países Baixos (1595 – 1630), de Daniel Strum, que ficou em 2º lugar na categoria Projeto Gráfico.

A obra O mapa que inventou o Brasil, de Júnia Ferreira Furtado, foi o vencedor da categoria Ciências Humanas na edição de 2014 do Prêmio Jabuti.