Sustentabilidade

Valorização da Cultura

Artes

No esforço para fortalecer a Cultura do Brasil e de outros países, a Odebrecht patrocina estudos e a posterior elaboração de livros que resgatam o patrimônio de Comunidades onde atua.

Artistas e pesquisadores recebem apoio para desenvolverem trabalhos que contribuam para a construção da identidade de cada grupo social. O resultado é uma farta coletânea com obras sobre as mais diversas formas de arte, como música, pintura, escultura, poesia, tapeçaria e cerâmica.

Nos últimos anos, a Organização apoiou trabalhos sobre o modernismo de Tarsila do Amaral, as lentes de Cravo Neto, a Bahia de Caymmi, os clássicos de Villa-Lobos, o cordel de Elomar, o talento de Clarival do Prado Valladares e as pinturas de Lula Cardoso Ayres, Alberto Valença e Portinari, entre outros importantes artistas.

Confira abaixo o acervo construído por autores apoiados pela Organização: 

4X Brasil: Itinerários da cultura brasileira

A publicação, escrita por Fernando Schüler e Gunter Axt, analisa e interpreta as transformações ocorridas na cultura brasileira, a partir dos anos 60. O estudo 4X Brasil: Itinerários da cultura brasileira conquistou patrocínio da Odebrecht em 2005.

A Literatura de Jorge Amado

A Literatura de Jorge Amado é um caderno de leitura produzido por Helena Cizotto, Arnaldo Franco Júnior, Ana Elvira Luciano Gebara, Norma Seltzer Goldstein, Regina Maria F. Elero Ivamoto e Silvia Helena Nogueira.

O objetivo da obra, patrocinada pela Odebrecht e lançada em 2008, é orientar e melhorar o aproveitamento da produção literária no processo educativo. O livro destaca o rico universo do escritor baiano com imagens e depoimentos que auxiliarão professores na ampliação do contingente de leitores brasileiros.

A Madrugada da Modernidade 1926

A publicação, escrita por Paula Viviane Ramos, é composta por um volume de ensaios e estudos e cinco volumes em fac-símiles da Revista Madrugada – importante veículo de arte e cultura distribuído em Porto Alegre em 1926. A Madrugada da Modernidade 1926 conquistou o patrocínio da Odebrecht e foi lançada em 2008.

A Matéria Encantada

A Matéria Encantada traça um perfil do artista Francisco Stockinger e de suas obras. Os textos são de Ferreira Gullar e Armindo Trevisan. Patrocinada pela Odebrecht e lançada em 2008, a obra traz também imagens dos trabalhos do austríaco naturalizado brasileiro.

A Natureza na Cartografia Histórica do Rio Grande do Sul

Escrita por Gervásio Rodrigo Neves, A Natureza na Cartografia Histórica do Rio Grande do Sul conquistou o patrocínio da Odebrecht e foi lançada em 2008. A publicação resgata representações do espaço geográfico e do ambiente, correspondentes à territorialidade do Rio Grande do Sul. Para isso, o autor lança mão da cartografia e da história cartografada.

Páginas