Braskem/Ideom e FAPESP investem em pesquisa em química verde

30.08.2010

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e a Braskem/Ideom divulgaram a segunda chamada de propostas do acordo de cooperação científica e tecnológica que firmaram em fevereiro de 2008.

O objetivo do acordo é apoiar projetos de pesquisa cooperativos para síntese de produtos químicos verdes obtidos a partir de fontes renováveis como açúcares, etanol e biomassa e outros temas relacionados à indústria petroquímica.

Nesta chamada, serão disponibilizados até R$ 10 milhões para os projetos de pesquisa, sendo R$ 5 milhões da FAPESP e R$ 5 milhões da Braskem/Ideom. O volume total de recursos previstos no acordo de cooperação é de R$ 50 milhões, divididos igualmente pelas duas instituições.

A chamada tem interesse em selecionar projetos que contribuam para o avanço do conhecimento e da tecnologia nas áreas de: processos de síntese de intermediários, monômeros e polímeros, a partir de matérias-primas renováveis; captura, armazenamento e conversão de CO2; estudos e desenvolvimento de materiais que atribuam propriedades físico-químicas aos polímeros, para utilização em diferentes aplicações; e poliolefinas. Outro objetivo é a formação de profissionais altamente qualificados nos itens descritos.