Novo contrato no Maranhão

10.08.2006

O consórcio formado pela Odebrecht (líder) e Andrade Gutierrez venceu a concorrência para a execução de um lote das obras civis de recuperação do Porto de Itaqui, em São Luís, Maranhão. As obras, que compreendem a recuperação dos berços 101 e 102 do porto, bem como a construção de uma retroárea, com 72 mil m2, nos berços 100 e 101, fazem parte do programa de ampliação e reestruturação do porto. O valor do contrato é de R$ 73 milhões e o prazo de conclusão previsto é de 24 meses. A ordem de serviço foi assinada no dia 25 pelo Governador do Estado, José Reinaldo Tavares, o presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), Ricardo Zenni, o Secretário de Indústria e Comércio do Estado, Ronaldo Braga, e representantes das empresas.