Região portuária do Rio de Janeiro ganhará galerias pluviais maiores

25.01.2012

A nova etapa do projeto Porto Maravilha, obra de revitalização da zona portuária do Rio de Janeiro executada pela Odebrecht Infraestrutura, vai ampliar a capacidade das vias no escoamento das águas das chuvas na cidade. As intervenções vão aumentar de dois para oito o número de saídas de água na Baía de Guanabara e as galerias de 80 cm de diâmetro serão substituídas por novas, 11 vezes maiores (3,20 m por 1,80 m).

A área que recebe as águas das chuvas dos morros da Providência e da Conceição é, atualmente, um ponto crônico de alagamento do centro do Rio e o projeto é fundamental para solucionar os problemas de enchentes. A última obra de drenagem na região portuária foi realizada há 100 anos.

Além da macrodrenagem, as vias receberão novas redes de água, esgoto, telecomunicações, iluminação pública e reurbanização, parte da primeira fase de obras do Porto Maravilha.