Comunicação

Notícias

Entre os dias 12 e 14 de setembro, Salvador (BA) respirou o tema educação com a realização do Encontro Nacional do Programa das Escolas Associadas (PEA) da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). Tendo a Fundação Odebrecht como uma das principais apoiadoras, o evento deste ano reuniu mais de 800 educadores do Brasil e do mundo, além de alunos e diretores de instituições de ensino, que discutiram o cotidiano da educação e temas globais, como os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Durante os três dias do evento, a Fundação Odebrecht contou com um estande interativo, onde os visitantes puderam conhecer um pouco da atuação da instituição em prol do desenvolvimento sustentável e ver de perto a experiência educacional promovida pelas Casas Familiares, escolas de nível médio integrado ao técnico apoiadas pela Fundação Odebrecht no Baixo Sul da Bahia. Além de conversar com estudantes sobre modelo educacional que alia teoria e prática para o ensino de técnicas agrícolas, os visitantes puderam participar, no estande, de uma experiência de realidade virtual com a exibição de filme em 360 graus.

Desde 2015, a Casa Familiar Agroflorestal (Cfaf), a Casa Familiar Rural de Igrapiúna (CFR-I) e a Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves (CFR-PTN) são associadas da rede PEA-UNESCO. No encontro, além dos alunos das três instituições, diretores e corpo pedagógico estiveram presentes, participando das plenárias e trocando conhecimentos com os demais educadores.

“Estar aqui é uma honra, pois estou representando minha turma”, comentou Álvaro Fernando, aluno do 3º ano da Cfaf. O estudante conferiu o vídeo em 360º e ficou satisfeito com o resultado. “É muito interessante ter um conteúdo assim disponível a todos, para que possam ver como estamos nos desenvolvendo na zona rural”. Sobre a possibilidade de o público observar de perto a rotina dos jovens, Tailã de Souza, assessora pedagógica e professora de Língua Portuguesa da CFR-I, reforçou: “Ver tantas pessoas interessadas em conhecer nossa história é muito importante”.

Rede pela educação

“O PEA-UNESCO é um evento que reúne o meio educacional com temas atualizados e que precisam ser discutidos e internalizados pelas escolas. Levaremos isso para a formação dos jovens”, afirmou Quionei Araújo, Diretor da CFR-PTN. Para Joana Almeida, Coordenadora Regional Bahia do PEA-UNESCO, um dos destaques do Encontro foi o momento de participação de novos associados ao Programa. “Foram muitos desafios e grandes parcerias construídas. A Rede PEA, hoje, toma uma nova dimensão pelo engajamento das novas escolas, sejam elas rurais, quilombolas, públicas ou privadas”.

Mais do que apresentar ao público o trabalho realizado no Baixo Sul da Bahia, a participação da Fundação Odebrecht no evento foi uma oportunidade para mostrar seu compromisso com a educação. “Esse é um tema com o qual sempre estivemos conectados. Acreditamos na força da educação e no potencial do ser humano, como afirma a própria missão da Fundação de educar para Vida, pelo Trabalho, para Valores e superação de Limites, e que está completando 30 anos em 2018”, explicou Cristiane Nascimento, responsável por Sustentabilidade na Fundação Odebrecht.

Myriam Tricate, Coordenadora Nacional do PEA-UNESCO, esteve presente no estande da Fundação e interagiu com os jovens das Casas Familiares. “É muito importante ver os alunos participando deste Encontro”, afirmou. Além dela, outros educadores também se mostraram sensibilizados com os projetos educacionais que incentivam o protagonismo juvenil em andamento no Baixo Sul da Bahia, como Louisa Schroter, coordenadora do Colégio Catarinense na cidade de Florianópolis, em Santa Catarina. “É um projeto muito inovador e que tem relevância social, porque influencia a comunidade ao redor. Essa é uma ação que mostra como a iniciativa privada pode contribuir positivamente para o desenvolvimento da educação”, contou.

“Guiados pela nossa missão de educar, esperamos poder participar de novos encontros desta relevância, que agregam muito conhecimento, experiências positivas e de grande impacto visando o aprimoramento da educação no Brasil. Focar em educação, especialmente a dos jovens, sempre foi o principal propósito da Fundação, fortalecido a cada dia pela atuação das instituições que apoiamos e pelo compromisso e engajamento com a causa de nossos parceiros e investidores sociais”, ressaltou Fábio Wanderley, Superintendente da Fundação Odebrecht.