Comunicação

Notícias

A Odebrecht e a Braskem entraram, mais uma vez, no ranking das 100 empresas brasileiras mais atrativas para os jovens universitários. É o que aponta o estudo realizado pela Universum, consultoria de análise e pesquisa especializada em desenvolvimento de marca empregadora.

Realizada anualmente, a pesquisa ouviu mais de 34 mil jovens, de 135 universidades, com o objetivo de reconhecer as organizações mais atrativas do Brasil na visão dos estudantes. O resultado foi distribuído em seis rankings, em diferentes áreas de atuação: negócio, engenharia, tecnologia da informação, ciências naturais, humanidades, direito e saúde.

 

 

Odebrecht: 9º lugar entre as empresas na lista de desejo de futuros engenheiros

Com destaque em 9º lugar no ranking, a Odebrecht continua na lista das empresas mais atrativas no setor de engenharia. Há motivos para comemorar, pois a empresa também está presente em seis das sete áreas de atuação, o que demonstra o grande potencial da Odebrecht em atrair novos talentos.

 

Braskem: presença no ranking de cinco áreas de atuação

Além da Odebrecht, a Braskem também teve destaque na pesquisa conduzida pela Universum. A empresa apareceu em cinco rankings, mantendo uma posição muito próxima em relação a que teve nos anos anteriores.

 

Outros destaques da pesquisa 

– Petrobras, MRV, Google, Governo Federal e Ambev são, nessa ordem, as empresas mais desejadas no segmento de engenharia.

– Google, Petrobras, Governo Federal e Netflix foram as primeiras colocadas nos rankings das diversas modalidades.

– Ser uma boa referência para a carreira no futuro, investir no desenvolvimento profissional e ser inovadora são os principais atributos que os jovens buscam em uma empresa.