Comunicação

Notícias

A Odebrecht Engenharia e Construção Internacional foi duplamente premiada pela revista americana ENR - Engineering News-Record, uma das principais publicações de engenharia do mundo.

O Complexo Petroquímico Etileno XXI, no México, na categoria Industrial, e a obra do Aeroporto Internacional de Nacala, em Moçambique, na categoria Aeroportos, construídos pela Odebrecht Engenharia e Construção Internacional, receberam o Award of Merit no ENR 2016 Global Best Projects, em cerimônia que aconteceu na noite desta terça-feira, 11 de outubro, em Nova York. A escolha dos projetos levou em conta fatores como saúde e segurança, inovações, desafios, o design e a qualidade de construção das obras, além da ênfase na diversidade cultural das equipes que tornaram esses projetos uma realidade.

O Projeto Etileno XXI já havia recebido outras premiações internacionais. Em 2015, ganhou o DuPont Global Safety Award com a melhor pontuação da história. Em maio deste ano, foi convidado pelo IFC - International Finance Corporation (parte do Banco Mundial que financia o setor privado) para participar, em Washington D.C., do evento anual IFC Sustainability Exchange e compartilhar com outros clientes o modelo de gestão de recursos humanos utilizado no projeto, que não sofreu paralisações por greve, contratou mais de 28 mil pessoas e chegou, no pico da construção, a 17.055 integrantes de 29 nacionalidades.

Para Eduardo Rozendo, Diretor Superintendente da Odebrecht Engenharia e Construção Internacional que esteve presente à cerimônia de premiação, o Etileno XXI deixou um legado de realizações de alto nível em relação à Segurança, Saúde e Meio Ambiente, relações com a comunidade, trabalhistas, entre outras. "Estamos muito honrados por receber este prêmio da ENR, pelo qual agradecemos a oportunidade ao nosso Cliente, a Braskem Idesa, aos nossos sócios Technip e ICA Fluor, e a centenas de subcontratistas e fornecedores. Etileno XXI consolidou a visão da Organização Odebrecht de implantar na América Latina um complexo petroquímico basado na cadeia do etano integrando Mexico e Brasil", disse Rozendo.

O prêmio para Nacala foi recebido por Jorge Maltezinho, da Odebrecht Engenharia e Construção Internacional – Infraestrutura, que destacou a honra de também representar a Organização no evento. "Ver o Aeroporto Internacional de Nacala selecionado como um dos melhores projetos do mundo é um motivo de grande orgulho para mim, pessoalmente, e para toda a equipe que, com dedicação e empenho, tornou este grande desafio numa realidade reconhecida internacionalmente", ressaltou.