Comunicação

Notícias

Uma das principais revistas de engenharia do mundo, a americana Engineering News-Record (ENR) anunciou os vencedores do 2016 Global Best Projects, prêmio concedido anualmente pela revista para os melhores projetos de engenharia do ano. Dos 23 projetos selecionados, dois são da Odebrecht: o Complexo Petroquímico Etileno XXI, no México, na categoria Industrial, e a obra do Aeroporto de Nacala, em Moçambique, na categoria Aeroportos.

A escolha dos projetos levou em conta uma série de fatores: saúde e segurança, inovações, desafios, o design e a qualidade de construção das obras, além da ênfase na diversidade das equipes que tornaram esses projetos uma realidade.

O Projeto Etileno XXI já havia recebido outras premiações internacionais. Em 2015, ganhou o DuPont Global Safety Award com a melhor pontuação da história. Em maio deste ano, foi convidado pelo IFC - International Finance Corporation (parte do Banco Mundial que financia o setor privado) para participar, em Washington, D.C., do seu evento anual IFC Sustainability Exchange e compartilhar com outros clientes o modelo de gestão de recursos humanos utilizado no projeto, que não teve nenhuma paralisação por greve, contratou mais de 28 mil pessoas e chegou, no pico da construção, a 17.055 integrantes de 29 nacionalidades.

O Etileno XXI foi inscrito no concurso por Paulo Levita, Diretor de Administração e Finanças da Odebrecht Engenharia e Construção Internacional - Engenharia Industrial. Segundo ele, "as premiações internacionais destas renomadas entidades são um reconhecimento do trabalho da Organização Odebrecht, que busca constantemente contribuir com a mudança na condição socioeconômica das comunidades onde atua, preocupada com o meio ambiente e com seus Integrantes".

Já a obra de Nacala foi inscrita no concurso por Jorge Maltezinho, Gerente de Engenharia da Odebrecht Engenharia e Construção Internacional - Infraestrutura. "Recebemos a notícia da atribuição deste prêmio, antes de mais nada com muito orgulho, por representar o reconhecimento pelo empenho e dedicação de uma equipe diferenciada, que sempre soube manter o foco nos objetivos essenciais do projeto, superando os sucessivos desafios com coesão, competência e criatividade. Foi assim possível obter-se um projeto com soluções inovadoras e um excelente equilíbrio entre os fatores de qualidade, segurança e performance, com respeito pelas pessoas e pela sociedade e, ainda, com a satisfação do cliente. Com este prêmio, vem também um estímulo oportuno para que continuemos todos na busca permanente de fazer o que é certo, a despeito do período difícil que temos que atravessar".

Os juízes selecionaram projetos de 15 países diferentes em cinco continentes e tinham duas opções de escolha: melhor projeto e prêmio de mérito. Os dois projetos da Odebrecht entraram na segunda categoria. Em 2015, a Odebrecht obteve a premiação pelos projetos da Linha 1 do Metrô de Lima (Peru) na categoria Ferrovias, e da Cinta Costera 3 (Panamá), na categoria Estradas e Rodovias. 

Os detalhes sobre as obras selecionadas estarão na edição de setembro da ENR. A cerimônia de premiação acontece em outubro, em Nova York, durante o evento ENR Global Construction Summit.