Comunicação

Notícias

Alunos de Design e Arquitetura serão responsáveis pelos mobiliários urbanos das áreas públicas de convivência do Porto Maravilha, região que está sendo revitalizada no Rio de Janeiro pela Construtora Norberto Odebrecht por meio do Consórcio Construtor Porto Rio. Ficou curioso? É possível acompanhar o passo a passo dessas criações.

Na 4ª edição do Desafio de Design Odebrecht Braskem, o público poderá saber o andamento dos projetos por meio de uma websérie publicada na página do Desafio no Facebook. Serão quatro episódios, cada um sobre uma fase do desafio: Entender, Conceituar, Conceber e Finalizar.

O episódio de abertura, que já está no ar, apresenta os 24 estudantes inseridos no contexto da pesquisa de campo, da discussão dos projetos e do processo de transformação das ideias e conceitos em desenhos.  A proposta é desenvolver aplicações inovadoras com plástico em peças de mobiliário urbano, considerando critérios como modernidade, sustentabilidade, praticidade e sofisticação. No segundo episódio, são exibidos os sketches (rascunhos) apresentados aos designers Augusto Seibel e Marco Maia, mentores da competição.

“Ao final do programa, a expectativa é que o Porto Maravilha receba peças diferenciadas, que misturem funcionalidade e design e tenham como inspiração o Rio de Janeiro”, diz Mônica Evangelista, responsável por Contas de Polipropileno no segmento da Construção Civil na Braskem.

Próximos episódios

 No terceiro, os grupos começarão a colocar a mão na massa; e no quarto, serão revelados os projetos escolhidos pela comissão julgadora, composta por especialistas e representantes da Braskem, da Odebrecht S.A e da empresa parceira da iniciativa, a agência Ampliativo. 

Nas últimas edições do Desafio de Design, os resultados demonstraram criatividade e funcionalidade. Os móveis produzidos em 2013, por exemplo, estão hoje na área de convivência do Edifício Odebrecht São Paulo. Já em 2014, os estudantes tiveram que criar mobiliários para escolas em duas categorias: Infantil e Ensino Fundamental e Médio. Em 2015, foram desenvolvidas peças para empreendimentos da Odebrecht Realizações Imobiliárias.