Comunicação

Releases

São Paulo, 22/5/2019 – Em mais um passo na sua reestruturação financeira, a Odebrecht concluiu hoje a negociação do seu edifício em São Paulo, iniciada em 2018, deixando de ser proprietária e reduzindo o seu endividamento em cerca de R$ 500 milhões. Ao mesmo tempo, a Odebrecht assegurou como locatária a permanência no prédio por longo prazo das empresas do Grupo que o ocupam no momento – a holding Odebrecht S.A., Braskem, OEC, Atvos, OR, OTP, OCS, Odebrecht Previdência e Ocyan.

O edifício é um dos mais modernos da capital paulista – 30.530 m2 de área privativa, 18 pavimentos de escritórios, 1 subsolo, 5 andares de garagem e certificado de sustentabilidade LEED Gold Core & Shell, classificação Triple A. Na época de sua inauguração, em 2013, o prédio deu início à revitalização da área degradada do seu entorno, no bairro Butantã. Hoje, a revitalização já é uma realidade.

As empresas do grupo Odebrecht, a partir de agora, farão grande economia como inquilinas dos futuros proprietários, SDI Gestão e Barzel Properties. Passarão a pagar aluguel a valor de mercado, equivalente a aproximadamente 50% dos custos mensais anteriores de ocupação, destinados à amortização da dívida de cerca de R$ 500 milhões do financiamento originalmente contraído para a construção do edifício.