Comunicação

Releases

O grupo Royal Palm Hotels & Resorts, em parceria com a Odebrecht Realizações Imobiliárias (OR), no dia 11 de maio, com o evento de lançamento da pedra fundamental do Royal Palm Hall, dá início à construção do empreendimento Royal Campinas - Convention Business & Hotels. Com cerca de 55 mil m² de área construída, o empreendimento será um marco no segmento de eventos brasileiros, além de dinamizar a economia da região já a partir de sua construção. O Royal Palm Hall é um investimento do grupo Royal Palm Hotels & Resorts, com incorporação e construção pela OR.

O Royal Palm Hall terá o maior ballroom do País, não por acaso batizado de “Salão Monumental”, que ocupará uma área de 4.500 m2. Em montagem de auditório, ele comportará confortavelmente 4.500 pessoas. Já no almoço ou jantar, 3.500 pessoas poderão ser servidas simultaneamente, com infraestrutura de cozinha compatível para atender este contingente. Já para shows musicais, o Salão Monumental poderá receber até 9.000 pessoas.

O piso térreo do Royal Palm Hall conta com dois camarins completos, sala multiuso com 270 metros quadrados, área de carga e descarga de eventos com acesso direto da rua ao Salão Monumental, ambulatório e ampla disponibilidade de banheiros. 

Ele possui ainda mais três pavimentos. No pavimento inferior, há uma área de exposições de 3.700 m², um foyer de 1.800 m² (também com divisórias móveis) e um salão de 600 m². Um total de 33 salas de apoio com as mais diversas metragens, indo de 120 a 40 m², compõe outros pisos; e o terceiro, no subsolo, será destinado às vagas de garagem. “A oferta de salas são fundamentais para o centro de convenções se adaptar às necessidades dos clientes. Não há outro centro de convenções com uma oferta tão variada e ampla de espaços de apoio”, explica Antonio Dias, diretor-executivo do grupo Royal Palm Hotels & Resorts. “A proximidade com São Paulo, uma das principais concentrações de helicópteros do mundo, fez com que o projeto contasse ainda com heliponto que inclui uma sala VIP de espera”, acrescenta Dias.

Marco no mercado de eventos brasileiro

Inexiste no Brasil um centro de convenções de porte integrado a hotéis de diversas categorias e Mall com praça de alimentação. O Royal Palm Hall preenche esta lacuna, tendo no seu entorno 1.036 apartamentos, sendo 116 do hotel boutique The Palms, 384 do Royal Palm Plaza Resort, 226 do Royal Palm Tower e 310 do Hotel Contemporâneo. Esta amplitude de oferta permite aos organizadores de eventos atenderem desde a necessidade de seus staffs, até presidentes de grandes grupos internacionais. Tudo isso com um só operador, o que completa o cenário ideal para a produção de eventos. “Através de um único contato de vendas, o cliente tem à sua disposição muitas opções de hospedagem, com ótima infraestrutura, excelentes apartamentos e serviços, para que a empresa possa escolher a opção que mais se adeque às necessidades de seus funcionários e executivos”, argumenta Cesar Nunes, diretor comercial do grupo hoteleiro.

Além disso, o Mall, com praça de alimentação e lojas de conveniência, completa o escopo que os organizadores de grandes eventos procuram, tendo em vista que, em muitos eventos, a alimentação fica a cargo do participante, o que torna a praça de alimentação próxima do centro de convenções um diferencial fundamental.

Royal Campinas - Convention Business & Hotels

O Royal Palm Hall integra o complexo Royal Campinas - Convention Business & Hotels, desenvolvido a partir de parceria entre a Odebrecht Realizações Imobiliárias e o grupo Royal Palm Hotels & Resorts. O empreendimento será um dos maiores complexos empresariais do Brasil, além do grandioso centro de convenções e exposições, há ainda dois hotéis de diferentes categorias, Mall com gastronomia e conveniência, além de escritórios e salas corporativas. Com Valor Geral de Vendas (VGV) estimado em R$ 500 milhões, o empreendimento contará aproximadamente 110 mil m² de área construída e tem previsão de inicio operação em 2018.

O Royal Palm Tower, hotel de categoria upper midscale que integra o complexo, conta com 226 unidades habitacionais, restaurante com 240 lugares, lobby bar, área de eventos com cerca 700 m² e espaço de lazer na cobertura.

Para o público que participar dos eventos, há ainda uma opção mais econômica, o Hotel Contemporâneo. Com 310 apartamentos, de 19 a 27m², suas unidades estão entre as maiores da categoria, ideais para a hospedagem de duas pessoas. O hotel conta também com restaurante para 250 pessoas, lobby com acesso ao Mall, serviço de conveniência 24h e estacionamento.

O Mall de serviços está completamente integrado a todo o complexo. Acessos estratégicos facilitam a circulação de frequentadores do Royal Campinas por ele, além de oferecer facilidade de entrada para veículos que trafegam pela Rodovia Anhanguera. O Mall conta com 54 lojas de 27 a 83 m²; infraestrutura de contrapiso preparado para instalação de piso elevado de 15 cm; preparação para ar condicionado nas lojas tipo Split, lojas com exaustão; entre outros itens. O local possui ainda praças de alimentação para 250 pessoas e estacionamento coberto. O projeto de arquitetura de interiores do Mall é assinado pelo escritório Débora Aguiar Arquitetos, que desenhou um espaço diferenciado e moderno, com áreas abertas e agradáveis integradas ao paisagismo do Royal Campinas, assinado por Benedito Abbud.

O Royal Campinas possui também três edifícios comerciais, sendo dois corporativos e um com salas tipo office. Integrados por uma grande praça central com aproximadamente 2.000 m², adequada para receber eventos de pequeno porte, o espaço possui em sua área comum quatro salas de reunião independentes, auditório com 52 lugares e porte-cochère coberto e separado da entrada e saída de veículos dos condôminos.

O edifício office é composto de 143 salas comerciais, sendo 16 gardens localizadas no térreo e com pé-direito duplo, e 127 unidades tipo com metragens de 44 a 84 m². Todas as salas têm direito ao uso de duas ou três vagas para automóveis. As salas são preparadas para a instalação de ar condicionado tipo Split e de piso elevado de 8 cm, além de lavabo, possibilidade de instalação de lavatório adicional e, ainda, alternativa de junções horizontais.

Os prédios corporativos, por sua vez, possuem 34 salas de 210 a 274 m² de área privativa, que podem formar espaços de até 1.000 m², preparadas para a instalação de ar condicionado central tipo VRF e de piso elevado de 15 cm. 

Impacto positivo na economia da cidade

A dinamização da economia do município a partir do empreendimento já ganha impulso com a sua construção.  Para erguer o Royal Campinas, o canteiro de obras irá gerar, no pico, cerca de 700 empregos diretos, além de aproximadamente 1.000 empregos indiretos. “Quando o complexo estiver em plena operação, serão aproximadamente 650 empregos diretos (300 para o centro de convenções, 115 para o hotel Royal Palm Tower, 90 para o hotel Contemporâneo, e 150 para o Mall e edifícios comerciais) e quase 2.000 empregos indiretos. Vale lembrar que a torre de escritórios e salas comerciais irá gerar muitas outras oportunidades de trabalho”, ressalta Cláudio Zafiro, diretor regional da OR. 

Comercialização da segunda fase

Após o sucesso do lançamento da primeira etapa, com a comercialização de 100% das unidades do Hotel Royal Palm Tower em apenas 10 dias, no dia 16 de maio, a OR dá início à segunda fase de vendas do empreendimento. Desta vez será ofertado ao mercado o Hotel Contemporâneo, que apresenta um conceito inovador de hospedagem em Campinas – Chic&Basic – unindo praticidade e conforto em ambientes funcionais e harmoniosos. 

O lançamento do Hotel Contemporâneo complementa o mix de produtos. Junto com o centro de convenções e o hotel Royal Palm Tower, Campinas terá um empreendimento completo, que atenderá a demanda crescente da cidade por espaços bem estruturados e com boa localização para a realização de eventos.

Benfeitorias e Contrapartidas

O empreendimento está localizado ao lado da Rodovia Anhanguera e da Rodovia Santos Dumont. Como contrapartida, será construído um viaduto sobre a Rodovia Anhanguera, que interligará a Av. Royal Palm Plaza ao bairro Nova Europa. O futuro viaduto e as melhorias no entorno trarão benefícios para toda a cidade e não apenas para o empreendimento. Ele permitirá o escoamento do trânsito da Rodovia Lix da Cunha (SP 073) para o centro da cidade, proporcionando melhora significativa no trânsito da Av. Prestes Maia (artéria principal de entrada de Campinas), além da melhoria do trânsito local.

A previsão de início das obras do viaduto é no primeiro semestre de 2016, com conclusão prevista para final de 2017. Seu projeto de construção contempla a execução de uma estrutura com vigas pré-moldadas, causando o menor impacto possível no trânsito da Rodovia Anhanguera. Outras benfeitorias também serão realizadas, como a implantação de semáforos e de sinalização viária, construção do trecho da Av. Monsenhor Luiz Fernandez de Abreu, pontos de modernização semafórica e melhoria e adequação do transporte público da microrregião na qual o Royal Campinas está inserido. 

Construção e Capacitação

A metodologia construtiva adotada para erguer o Royal Campinas considera a redução de impactos no trânsito e no meio ambiente e a otimização do uso de mão de obra. Para atender a estas questões, algumas medidas foram traçadas, como o emprego de lajes alveolares e sistemas pré-fabricados que serão entregues no canteiro de obras já prontos. A utilização de sistemas construtivos industrializados, como painéis pré-fabricados para fachadas e sistema unitizado de caixilhos e vidros, também serão empregados no empreendimento. 

A OR dará prioridade para trabalhar com a mão de obra da região. “O mercado de Campinas tem condições de atender às necessidades do empreendimento, sem incorrer em atraso no cronograma de obras. Contudo, a OR está preparada para aplicar sua política de capacitação, qualificando os profissionais locais para que eles possam ser absorvidos na construção do empreendimento”, adianta Cláudio Zafiro.

A capacitação da mão de obra local não é restrita ao canteiro de obras. O grupo Royal também possui um forte compromisso com a qualificação profissional dos campineiros, algo que será ainda mais intensificado com o empreendimento Royal Campinas. “Além de treinarmos 100% de nossos colaboradores no último ano, contribuímos com a formação e com o ingresso no primeiro emprego de jovens entre 15 e 19 anos, a partir do programa Jovem Aprendiz, que desenvolvemos há dez anos em parceria com instituições profissionalizantes, como a Casa de Aprendizado Doméstico Sant´Ana, o Centro Social Presidente Kennedy e o Senac”, informa Antônio Dias.

Sobre o grupo Royal Palm Hotels & Resorts

O Grupo Royal Palm Hotels & Resorts é referência em eventos e turismo. A rede é atualmente composta por quatro empreendimentos localizados na cidade de Campinas: o Royal Palm Plaza Resort Campinas, um dos melhores e mais completos resorts do Brasil; o The Palms, um 5 estrelas que une a exclusividade de um hotel boutique com toda a estrutura de um resort; o Royal Palm Tower, um hotel requintado com serviços diferenciados para hóspedes a negócios, e, ainda, o Royal Palm Residence, um hotel ideal para longas estadas. O grupo possui ainda diversos projetos de expansão que já estão em curso.

Sobre a OR

Presente em todas as regiões do Brasil, com escritórios regionais em Salvador, Recife, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Campinas e Brasília, a OR desenvolve projetos residenciais, empresariais, comerciais, hoteleiros e de uso misto que atendem às necessidades e peculiaridades de cada localidade e de públicos distintos, sempre mantendo o padrão de excelência que caracteriza a empresa. A OR atua hoje em 21 cidades, de sete estados, além do Distrito Federal, e conta hoje com cerca de oito mil integrantes. A OR é membro fundador do Green Building Council, organização que visa fomentar a indústria de construção sustentável no país, e possui empreendimentos com a certificação LEED. Também trabalha com outros selos verdes, como o Aqua, o Procel e o Selo Azul da Caixa.

Informações para a imprensa:

Odebrecht Realizações Imobiliárias - CDN
André Pires – andre.pires@cdn.com.br – (11) 3643-2991 e (11) 980 601 900
Luiz Pedrosa – luiz.pedrosa@cdn.com.br – (11) 3643-2829 e (11) 987 824 342

Royal Palm - S c r i t t a
Jornalista Responsável: Paulo Piratininga - MTPS 17.095
Contato: Ana Letícia Azevedo / Leandro Luize
Tel./fax: 11/5561-6650 ou 11/3588-6650
E-mail: ana.leticia@scritta.com.br / leandro@scritta.com.br 
www.twitter.com/scrittainforma
www.scritta.com.br