Governança

Conselho Global

O Conselho Global (na denominação em inglês, Global Advisory Council, GAC) foi criado em 2016 pela Odebrecht S.A. para apoiar a governança, o direcionamento estratégico e o desenvolvimento das empresas do grupo, em amplo conjunto de áreas como propósito, cidadania corporativa, sustentabilidade e integridade.

Vinculado ao Conselho de Administração da Odebrecht S.A., o Conselho Global é composto por membros independentes, brasileiros e de vários outros países, de notório saber e experiência em empresas, organizações da sociedade civil, academia, e em instituições governamentais e multilaterais.  

O funcionamento do Conselho Global se baseia em programa anual de atividades, que incluem encontros anuais, nos quais ocorrem reuniões de trabalho com o Conselho de Administração e seminários com líderes de todo o grupo. Os membros do CG atuam individualmente, e não como representantes de suas respectivas organizações.

COMPOSIÇÃO DO CONSELHO GLOBAL (atualizada em Setembro 2018):  

Sergio Foguel, Chair

Vice-Presidente do Conselho de Administração da Odebrecht S.A. e Chair do Conselho Global, promoveu desde 2016 a Jornada de Transformação da governança do grupo. Foi Vice-Presidente Sênior para Governança Corporativa, Planejamento Estratégico e Pessoas da Odebrecht S.A. entre 1977 e 2001. É membro de outros conselhos internacionais. Conduziu pesquisas em aprendizagem e desenvolvimento organizacional pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e pela Universidade de Harvard, em Cambridge, EUA.  Mestrado em Administração, Universidade da Califórnia, Los Angeles, EUA. Engenheiro Civil, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil.

 

Claudio Valladares-Padua 

É cofundador e Vice-Presidente do Conselho do Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPE) no Brasil, reitor da Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade (ESCAS), em São Paulo, e professor aposentado da UnB. Membro do Conselho de Sustentabilidade do Programa Amazônia da Natura Cosmetics e do conselho de sustentabilidade da Fibria. Ele também realiza pesquisas na Universidade de Columbia, em Nova York. Com formação em Administração de Empresas e Biologia, é Ph.D pela Universidade da Flórida.

 

Georg Kell 

Diretor Executivo Fundador do Pacto Global das Nações Unidas, a maior iniciativa voluntária de sustentabilidade corporativa do mundo. Ele também supervisionou a concepção e o lançamento das iniciativas irmãs do Pacto Global, os Princípios para o Investimento Responsável (PRI), os Princípios para Educação em Gestão Responsável (PRME) e as Bolsas de Valores Sustentáveis (SSE). Presidente do Arabesque, um fundo de ESG quant que usa modelos quantitativos de autoaprendizagem e big data para avaliar o desempenho e a sustentabilidade de empresas listadas globalmente.

 

Jermyn Brooks

Preside o Conselho Consultivo Empresarial da Transparência Internacional (TI) e o Comitê Diretor da Iniciativa de Integridade da Siemens, conduzido pelo Secretariado da TI, em Berlim. Após uma carreira de sucesso na PricewaterhouseCoopers, passou a trabalhar com a TI em 2000, tendo passado por diversas funções, incluindo diretor-executivo e membro do conselho de administração. Como presidente de um comitê diretivo composto por múltiplos stakeholders, desempenhou papel fundamental na criação do principal padrão anticorrupção para os negócios, os Princípios Empresariais para Combater a Corrupção e, mais recentemente, os 10 Princípios Anticorrupção para Empresas Estatais.

 

Lynn S. Paine

Professora e Reitora Associada Sênior para o Desenvolvimento Internacional na Harvard Business School (HBS). Ela escreveu amplamente sobre liderança e governança de empresas que combinam altos padrões éticos com excelentes resultados financeiros. Atualmente leciona nos programas de MBA e Executive Education da HBS, onde foi co-fundadora do curso obrigatório de Liderança e Responsabilidade Corporativa. Atuou em vários conselhos consultivos, incluindo a Comissão Blue Ribbon sobre Empresas Privadas e Confiança Pública da Conference Board. É formada em Direito pela Harvard Law School e possui doutorado em filosofia moral pela Universidade de Oxford.

 

Mark Moody-Stuart

Presidente da Fundação para o Pacto Global e Vice-Presidente do conselho do Pacto Global das Nações Unidas. Membro do Conselho de Administração da Saudi Aramco desde 2007, foi presidente do conselho do Grupo Royal Dutch/entre 1998 e 2001 e da Anglo American entre 2002 e 2009. Doutor em Geologia pela Universidade de Cambridge, trabalhou para a Shell na Europa, no Oriente Médio, na Ásia e na África.

 

Rubens Ricupero

Membro do Conselho de Administração da Odebrecht S.A. (2004-2018), atualmente é diretor da Faculdade Armando Álvares Penteado (FAAP), São Paulo. Diplomata de carreira, aposentou-se após liderar as embaixadas brasileiras em Genebra, Washington e Roma. Ele atuou como Ministro das Finanças e Ministro do Meio Ambiente. De 1995 a 2004, atuou como Secretário Geral da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD), em Genebra. Autor de vários artigos e livros, incluindo "A Diplomacia na Construção do Brasil - 1750-2016" (2017).

 

Tensie Whelan

Diretora do Centro para Negócios Sustentáveis da Escola de Negócios Stern da Universidade de Nova York (NYU), e ex-presidente da Rainforest Alliance, umas das mais importantes organizações internacionais na promoção de negócios com sustentabilidade, atuante em mais de 60 países. Foi reconhecida pelo Instituto Ethisphere como uma das 100 Pessoas Mais Influentes em Ética Empresarial. Atuou em vários conselhos consultivos, como o Conselho de Sustentabilidade da Unilever e o Conselho Consultivo do Fundo de Inovação da Nespresso e faz parte de diversos conselhos, incluindo a Globescan e Arabesque.

 

Vinod Thomas

Professor da Universidade de Cingapura e do Asian Institute of Management, em Manila, nas Filipinas. Ex-Diretor-Geral do Grupo de Avaliação Independente do Banco Asiático de Desenvolvimento (ADB) e vice-presidente sênior da mesma área no Banco Mundial, onde também atuou como diretor do Brasil e vice-presidente. Ele se juntou ao Banco Mundial em 1976 e atuou em diversas posições. Ele é Ph.D. em Economia pela Universidade de Chicago. Autor de inúmeros artigos em periódicos e 16 livros, incluindo From Inside Brazil (2006).