Governança

Conselho Global

O Conselho Global (na denominação em inglês, Global Advisory Council, GAC) foi criado pela Odebrecht S.A. para apoiar a governança e o desenvolvimento das empresas do grupo em áreas como cidadania corporativa, sustentabilidade e combate à corrupção.

Vinculado ao Conselho de Administração da Odebrecht S.A., o Conselho Global é composto por membros independentes e de notório saber e experiência em temas como Cidadania Corporativa, Responsabilidade Social, Governança, Sustentabilidade e Compromissos com a Sociedade. 

Entre os membros, convidados por um período inicial de dois anos, estão líderes reconhecidos internacionalmente, brasileiros e estrangeiros, de organizações da sociedade civil, da academia, do setor privado e de organismos multilaterais e governamentais. 

O Conselho Global é composto dos seguintes nomes: 

Claudio Valladares-Padua 

É cofundador e Vice-Presidente do Conselho do Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPE) no Brasil, reitor da Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade (ESCAS), em São Paulo, e professor aposentado da UnB. Membro do Conselho de Sustentabilidade do Programa Amazônia da Natura Cosmetics, da Fibria Papel e Celulose, do Instituto Arapyaú e da Inseed, empresa de gestão de ativos que foca seus esforços e investimentos em start-ups com perfil de inovação ambiental e social. Pesquisador Associado na Columbia University, em Nova York. 

Georg Kell 

Presidente do Conselho da Arabesque Partners, empresa de gestão de fundos ESG Quant especializada em modelos quantitativos de autoaprendizagem e big data para avaliar a sustentabilidade e o desempenho de empresas listadas. Fundador e foi Diretor Executivo do Pacto Global das Nações Unidas (UN Global Compact), a maior iniciativa mundial de sustentabilidade corporativa voluntária, com mais de 9.000 signatários corporativos em mais de 160 países. Obteve inúmeros reconhecimentos e todos os anos, desde 2011, fica entre as “100 Pessoas Mais Influentes em Ética Empresarial”. 

Jermyn Brooks

Preside o Conselho Consultivo Empresarial da Transparência Internacional (TI) e o Comitê Diretor da Iniciativa de Integridade da Siemens, conduzido pelo Secretariado da TI, em Berlim. Após uma carreira de sucesso na PricewaterhouseCoopers, passou a trabalhar com a TI em 2000, tendo passado por diversas funções, incluindo diretor-executivo e membro do conselho de administração. 

Lynn S. Paine

Professora da Universidade de Harvard e titular da cátedra John G. McLean de Administração de Empresas e Diretora Sênior Associada da Harvard Business School. Autora de obras de referência em liderança e governança de empresas, combinando altos padrões éticos com excelentes resultados financeiros. É cofundadora da disciplina obrigatória “Liderança e Responsabilidade Corporativa” da HBS, onde leciona “Conselhos de Administração e Governança Corporativa” no curso de MBA. E doutora em Filosofia Moral pela Universidade de Oxford e é formada em direito pela Harvard Law School.

Mark Moody-Stuart

Presidente do conselho da Fundação para o Pacto Global e Vice-Presidente do conselho do Pacto Global das Nações Unidas. Membro do Conselho de Administração da Saudi Aramco desde 2007, foi presidente do conselho do Grupo Royal Dutch/entre 1998 e 2001 e da Anglo American entre 2002 e 2009. Doutor em Geologia pela Universidade de Cambridge, trabalhou para a Shell na Europa, no Oriente Médio, na Ásia e na África

Newton de Souza

Vice-presidente do Conselho de Administração e ex-diretor-presidente da Odebrecht S.A. (2015-2017). Ingressou no Grupo Odebrecht como Diretor Jurídico da Odebrecht S.A., em 1988. Integrou os conselhos de administração das empresas do Grupo Odebrecht.Também foi presidente do Conselho de Administração da Companhia de Concessões Rodoviárias-CCR. Atuou como advogado visitante no escritório Dechert, Price & Rhoads, na Filadélfia, e foi advogado sênior no Pinheiro Neto Advogados, além de ter atuado na Divisão da América Latina e Caribe do Banco Mundial. É graduado em Direito pela PUC-RJ, com Mestrado em Direito pela Universidade da Pensilvânia.

Rubens Ricupero

Membro do Conselho de Administração da Odebrecht S.A. desde 2004 e Diretor da Faculdade de Economia e Relações Internacionais da FAAP, em São Paulo, Brasil. Diplomata de carreira, foi embaixador para os Estados Unidos da América (1991-1993) e para a Itália (1995). Exerceu os cargos de ministro da Fazenda e do Meio Ambiente. Entre 1995 e 2004, foi secretário-geral da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD), em Genebra.

Sergio Foguel 

Membro do Conselho de Administração da Odebrecht S.A, coordenador do seu Comitê de Conformidade e Chairman do Conselho Global (Global Advisory Council – GAC). Foi Vice-Presidente Sênior para Governança Corporativa, Planejamento Estratégico e Pessoas da Odebrecht S.A. entre 1977 e 2001. É membro do Conselho Internacional da Fundação Dom Cabral, do Conselho Internacional da Herity (Roma) e do Conselho do Parampara Family Business Institute (Índia). Realizou pesquisas e fez doutorado em aprendizagem e desenvolvimento organizacional pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e pela Universidade de Harvard, em Cambridge, EUA. Possui mestrado em Administração de Empresas, pela Universidade da Califórnia, Los Angeles, EUA. É formado em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Brasil.

Tensie Whelan

Diretora do Centro para Negócios Sustentáveis da Escola de Negócios Stern da Universidade de Nova York (NYU), e ex-presidente da Rainforest Alliance, umas das mais importantes organizações internacionais na promoção de negócios com sustentabilidade, atuante em mais de 60 países. Foi reconhecida pelo Instituto Ethisphere como uma das 100 Pessoas Mais Influentes em Ética Empresarial. Atua em inúmeros conselhos consultivos tais como Conselho Consultivo de Abastecimento Sustentável da Unilever e Conselho Consultivo do Fundo de Inovações da Nespresso.

Vinod Thomas

Professor convidado da Universidade Nacional de Cingapura e do Instituto Asiático de Gestão, em Manila. Foi Diretor Geral de Avaliação Independente do Banco de Desenvolvimento Asiático (ADB). Entrou no Banco Mundial em 1976, onde exerceu vários cargos. Foi Diretor Nacional para o Brasil e Vice-Presidente do Bird entre outubro de 2001 a julho de 2005. Tem doutorado e mestrado em Economia pela Universidade de Chicago e bacharelado pela Faculdade St. Stephen, de Déli.

Os membros do CG atuam individualmente como pessoas de notório saber e experiência, e não como representantes de suas respectivas organizações.