Comunicação

Notícias

A Odebrecht, responsável junto com a UTC Engenharia pela execução das obras da Plataforma de Rebombeio Autônomo (PRA-1), está prestes a concluir a instalação dos módulos na Bacia de Campos, Rio de Janeiro. A operação teve início com o transporte dos módulos de São Roque do Paraguaçu, na Bahia, onde a plataforma foi construída, até Campos. Lá, os módulos foram instalados em uma jaqueta (a torre metálica que sustentará a plataforma), içados por um navio-guindaste da Heerema, empresa holandesa contratada pelo consórcio PRA-1 para a execução da atividade de instalação, denominada hook-up. A saída dos módulos da Bahia foi acompanhada pelo Diretor de Engenharia e Serviços da Petrobras, Renato Duque, o Gerente Executivo de Engenharia, Pedro Belusco, e o Gerente de Exploração e Produção e Transporte Marítimo, Jorge Luiz Zelada. Os visitantes foram recebidos por Fernando Barbosa, Diretor de Contrato, e Rogério Araújo, Diretor de Desenvolvimento de Negócios da Odebrecht, que acompanharam a comitiva em um almoço no Módulo de Acomodação da plataforma.