Comunicação

Notícias

O soldador Genival de Queiroz Ribeiro, que trabalha no contrato da Plataforma PPM-1, foi o primeiro integrante a concluir o Ensino Fundamental por intermédio do Programa de Escolarização Offshore, iniciativa da Odebrecht através da Base Macaé (RJ), em parceria com o CES - Centro de Ensino Supletivo. O programa, realizado desde janeiro de 2006, visa complementar o ensino de integrantes das obras de plataformas offshore que a empresa executa na Bacia de Campos, Rio de Janeiro, e que já conta com a participação de 60 alunos matriculados nos Ensinos Fundamental e Médio. O CES oferece a metodologia de ensino à distância e à Odebrecht cabe o auxílio na matrícula e demais providências burocráticas, além do fornecimento de material didático, agendamento de provas e contratação de professores para auxiliar os alunos. Ao final do curso, o aluno recebe o diploma reconhecido pelo Ministério da Educação em todo o território nacional.