Sustentabilidade

Valorização da Cultura

História

Estimular a preservação e a propagação da memória da Sociedade é fundamental para fortalecer a identidade coletiva e garantir o desenvolvimento sustentável das Comunidades.  Atenta a isso, a Odebrecht investe em acervos de institutos, biografias e registros da trajetória de países e corporações.

São obras como a que reconstitui a viagem do descobrimento do Brasil; a que narra o fim do Império e a instauração da República no Brasil; ou a que detalha a contribuição negra para a formação do país. Há ainda biografias como a de Castro Alves e a do Padre José de Anchieta; e coletâneas, como a Mapoteca do Itamaraty, um dicionário de biografias científicas, e um trabalho do naturalista italiano Antônio José Landi, realizado no século XVIII, que reúne esboços da fauna e da flora brasileiras.

Confira abaixo o acervo da Organização:

Brasil – Infraestrutura Aeroportuária

Os aspectos operacionais e históricos dos 21 principais aeroportos brasileiros constituem a matéria de Brasil – Infraestrutura Aeroportuária. A edição bilíngue (português / inglês), de 1985, teve coordenação editorial de Leila Alves e pesquisa de Jackson Flores Júnior, complementada por trabalho fotográfico, inédito, de Arthur Lundgren e Leandro Sangoi.

Viagem ilustrada pela história da Aeronáutica brasileira, o livro analisa os primórdios da aviação brasileira: das experiências do padre Bartolomeu de Gusmão, com sua Passarola, às conquistas de Alberto Santos Dumont e seu 14 Bis, no campo de Bagatelle, na França.

Cabral, o Viajante do Rei – As Origens do Brasil

Pedro Álvares Cabral (1467- 1520) foi o último dos grandes navegadores portugueses do século XV. Sua descoberta – um país que se chamou Brasil – tem importância não apenas para o universo da língua portuguesa, mas, sobretudo, por fazer parte do momento inaugural da Idade Moderna.

Cabral, o Viajante do Rei – As Origens do Brasil reconstitui a aventura empreendida pelo navegador através de mares desconhecidos, sob as ordens de D. Manuel, rei de Portugal. Publicado em 2000 dentro do Projeto Memória, o livro fez parte das comemorações dos 500 anos do Descobrimento.

A edição bilíngue (português / inglês) teve pesquisa e texto de José Manuel Garcia, coordenação editorial de Ana Laura Moura e projeto gráfico de Victor Burton e Adriana Moreno. O livro procura combinar o rigor científico das informações com a riqueza visual e iconográfica dos mapas, gravuras da época e iluminuras.

O lançamento de Cabral, o Viajante do Rei – As Origens do Brasil complementou exposição homônima, apresentada, ao longo de 2000, em 300 cidades brasileiras, abrangendo todos os estados do País.

Castro Alves (Poesias e Biografia)

Antônio de Castro Alves (1847-1871) talvez divida com Gonçalves Dias (1823-1864) o posto de maior poeta do Romantismo brasileiro. No entanto, certamente se destaca no aspecto social, pela condenação enfática da escravatura e sua defesa pelo Abolicionismo.

As virtudes literárias e as atribulações biográficas que o imortalizaram estão reunidas em Castro Alves (Poesias e Biografia), edição em dois volumes lançada em 1997. O livro fez parte das comemorações dos 150 anos de seu nascimento, no âmbito do Projeto Memória.

O volume biográfico resume a vida amorosa e a atuação política de Castro Alves, cuja obra é definida pelo professor de Literatura da Universidade de São Paulo, Flávio Aguiar, como “um convite à imaginação”. O livro de poesias reúne seus trabalhos mais conhecidos de temáticas amorosa, bucólica e social, ilustrados por diferentes artistas plásticos – entre eles, Carlos Bastos, Calasans Neto, Emanoel Araújo e Carybé.

Com prefácio de Eduardo Portella, Castro Alves (Poesias e Biografia) traz pesquisa biográfica de Maria da Graça Mascarenhas e fotografia de Mário Cravo Neto.

Darcy Azambuja: Vida e Obra

O autor Geraldo Hasse fala sobre a vida e obra do escritor gaúcho Darcy Azambuja no livro Darcy Azambuja: Vida e Obra. A publicação foi patrocinada pela Odebrecht e lançada em 2005.

Dicionário de Biografias Científicas

Dicionário De Biogradias Científicas, escrita por Charles Coulston, César Benjamin e Carlos Almeida Pereira, reúne 329 diferentes ensaios biográficos sobre os maiores pensadores e cientistas de todas as épocas, nos mais diversos campos do conhecimento. A edição brasileira da obra de referência mundial na história do pensamento foi patrocinada pela Odebrecht e publicada em 2007.

Páginas